A mão de Xavi já se nota

Partilhar no:
Mais Vistos

Em novembro, depois da destituição de Ronald Koeman, Xavi ocupou o banco do Barça. Custou aos jogadores entrarem na dinâmica, mas estão a começar a conseguir.

 

Para o ‘Mundo Deportivo’, o ponto de viragem para o novo Barça chegou em janeiro, dois meses depois da chegada de Xavi. Na Supertaça. por exemplo, viu-se uma equipa capaz de encarar o Real, apesar da derrota no ‘Classíco’ de Riad por 2-3.

 

Na continuação, veio a paragem para as seleções. Xavi ultilizou-a para fazer uma espécie de pré-temporada com os jogadores que não foram convocados. Pôde contar com praticamente todos, pelo que foi, sem dúvida, um sucesso.

 

E depois chegaram as contratações do mercado de inverno. Xavi juntou Dani Alves e Ferran Torres ao seu gruop. Posteriormente, incorporou també Adama Traoré e Pierre-Emerick Aubameyang.

 

Outra das chaves para o sucesso de Xavi, aponta o jornal catalão, são os vídeos que o técnico manda realizar. Depois de ficar de fora da Taça do Rei, a equipa aproveitou para analisar jogadas, como pressionar, as melhores formas de atacar, etc, em sessões coletivas.

 

Se nos primeiros meses da temporada faltava um olfato goleador ao Barça, isso mudou com Xavi. Prova disso, o jogo contra o Sevilla na Liga a 21 de dezembro. O duelo terminou num 1-1, mas o Barcelona demonstrou a mudança com 23 remates à baliza.

 

Graças a este sistema, Xavi goza de uma equipa mais organizada e precisa. Cada jogador sabe perfeitamente o que tem de fazer e papel que lhe corresponde em campo.

Leave a Response